Arquivo de etiquetas: Homem

Primeiro Corpo ~ Veios

28.   A luz do farol não pousa leve na mão do faroleiro, arrasta-o intensa e sagazmente para longe no horizonte, escreve-lhe nos olhos a trajectória de um naufrágio.   E na mão não cessa a demência, que instiga indelevelmente … Continuar a ler

Publicado em Corpo de Árvore ~ Primeiro corpo ~ Veios | Etiquetas , , , , , , | Publicar um comentário

Primeiro Corpo ~ Veios

25. Há uma noite contorcida nas mãos dos homens que parecem mortos; e sustem um som estranho a fatalidade: o silêncio das mesas detonando: o último o imoral o corpo, aquele que fica debruçado na radioscopia do medo.

Publicado em Corpo de Árvore ~ Primeiro corpo ~ Veios | Etiquetas , , , , , , , | Publicar um comentário

Primeiro Corpo ~ Veios

22. Esse homem construiu uma jaula e colocou dentro dela uma flor, a primavera e a chuva e depois sentiu ciúme e medo e abandonou-se. Depois compreendeu que tudo era desconhecido e imprevisto e declarou: existia o amor. E por … Continuar a ler

Publicado em Corpo de Árvore ~ Primeiro corpo ~ Veios | Etiquetas , , , , , , , | Publicar um comentário

Primeiro Corpo ~ Veios

17. Há um homem que devora o coração à luz das velas sem saber a posição do compasso ou dos mortos no sinal da cruz, ou que bilhete serve de adereço ao relato, devasta-se sabiamente enquanto arrefece a escuridão – … Continuar a ler

Publicado em Corpo de Árvore ~ Primeiro corpo ~ Veios | Etiquetas , , , , , , | Publicar um comentário

Primeiro Corpo ~ Veios

Quando um poema me visita:

adoeço e nu como o nevoeiro

de sobremesa, Continuar a ler

Publicado em Corpo de Árvore ~ Primeiro corpo ~ Veios | Etiquetas , , , , , , | Publicar um comentário